Do fim de maio até agora

Boa tarde, amigos! Para quem só tem notícias minhas pelo blog, devo avisar que a vida anda bem, e corrida, como de costume. Não sumi por preguiça nem, muito menos, por falta de assunto. E, a esta altura, vocês devem estar imaginando o que eu ando aprontando por aí. Conto por cima (que o “por…

Já chegou aos 30?

Não se preocupe, caro leitor, trata-se de uma pergunta meramente retórica. Também ainda não atingi esta idade “redonda”, mas a rodeio desde meus 21 anos. Acho que é a crise-nada-econômica que nos invade. E o pior é constatar que o tempo só anda para frente mesmo, e enfrentar que a sombra do futuro tantas vezes…

Não me venham cumprimentar pelo dia da …

Não me venham cumprimentar pelo dia da mulher enquanto não criam um dia internacional do homem também! Aceito os abraços sinceros, a amizade em tempos (ou não) de TPM, os chocolates e a compreensão. Para além, só poesia.

Pessach

Às vezes eu me pergunto: qual a vantagem de saber escrever quando não se sabe dizer, em palavras, aquilo que realmente se está sentindo? E qual o valor das palavras quando tudo o que se tem dentro e fora de si é solidão? Quando os amores calaram e as amizades se distanciaram; quando os laços…

Resposta(s) aberta(s) a um Passageiro

(Gustavo Saba – Erosão de Eros) Todos os lugares, Hoje de 2008 Num impulso de lhe responder, sem querer me conheci. E me abri a novas perguntas. Mas pretendo editá-las ao longo do caminho, sem me adiar demais, sem me amar de menos. E posso dizer que, se fosse, agora, dar nome ao disparate abaixo,…

Sem mais para o momento,

Ontem à noite, em telefonema com Ivan Hegenberg – amigo querido há tempos – fiz a seguinte crítica ao seu(dele) blog: EU QUERO POSTAR COMENTÁRIOS E VOCÊ NÃO DEIXA, SEU VAIDOSO INSENSÍVEL!!! Ao que eu ouvi a seguinte-sábia-coerente resposta: “Não é que eu seja vaidoso e não queira ouvir a opinião dos outros sobre os…