Obrigada

em

— Querida, como vai a sua vida?
(Era amigo mesmo, daqueles que não perdem tempo fazendo perguntas retóricas. Tive de ser sincera.)
— De pernas pro ar. Vou me mandar pro interior do interior.
— E sair da metrópole? Bunita, você é uma pessoa dinâmica, lembra?
Não. Não me lembrava. Mas ele não se esqueceu.
Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Denise disse:

    As vezes é preciso alguem LUZ,para iluminar o que esquecemos.

    beijo

    Denise

  2. Beatriz Galvão disse:

    Pois é, Denise! Fato.
    E o mais estranho é quando nossos melhores amigos se lembram mais e melhor de quem nós somos…

    Beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s