It´s just something that we do

mulher-praia.jpg

Vontade de viver assim: um pouco mais à vista, um pouco mais à toa, um pouco mais garoa, com muito mais cartão.

Vontade de escrever assim: um pouco mais na brisa, um tanto mais na brasa, Deus disse: “desce e arrasa” e aqui, algum botão.

Vontade, aqui, de espinhos
e poucas mãos sangrando.
Vontade, mesmo, de língua
e todo um céu brotando.

Vontade da tua carta na minha caixa de entradas
e nenhuma despedida na caixa de saídas

-vontade de saídas
pra todos os lados
saídas de banho
pra que te quero?-

Vontade de mais enters
menos escs (ask me why)

Vontade de saber que, no fim, o F5 ainda funciona. E que chegará o domingo em que Fausto morrerá com tudo dentro. Ou sairá, em uma interminável férias…

Vontade de férias do medo
do escuro
do vazio
do agudo

Vontade de gata, de deitar na rede que é gozo
e me lambuzar
de tanta existência.

Vontade de desistência
de tudo o que queria nascer
abortado.

Vontade de que? De passado?
Nunca!
Só se for a limpo, que acabo de matar o objeto.

Vontade de me saber una
e mais livre
com teu sorriso by gtalk

e a felicidade de não depender de mais nada…
(celular: vibre, por favor!)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s