Sem mais para o momento,

Ontem à noite, em telefonema com Ivan Hegenberg – amigo querido há tempos – fiz a seguinte crítica ao seu(dele) blog: EU QUERO POSTAR COMENTÁRIOS E VOCÊ NÃO DEIXA, SEU VAIDOSO INSENSÍVEL!!! Ao que eu ouvi a seguinte-sábia-coerente resposta:

“Não é que eu seja vaidoso e não queira ouvir a opinião dos outros sobre os meus textos. Pelo contrário. Gosto de ouvir especialmente críticas. Mas, quando abro o blog a comentários, fico fissurado por respostas e, quando elas vêm, isso aumenta ainda mais o meu ego. Não gosto disso.”

Eis o motivo de eu transcrever livremente um pequeno trecho de minha conversa com Ivan: este blog continua aberto a comentários mas conta agora, também, com a opção da língua!! É fácil. É livre. Só não mande vírus, que eu denuncio.

(Ah, Ivan, queria ser livre como vc…)
Na verdade, estou tentando desativar os comentários, mas sou uma patsa e faço a mínima de como essa coisa funciona… Se alguém souber, dê-me um toque por aqui. É, aqui mesmo, no “aqui“, oras!

  • ***************

PS: Ivan está numa busca muito honrada por um texto coletivo do qual ele fez parte. Pau latino. Quem puder ajudar ou quiser ler mais sobre este desespero que consome o rapaz, veja o link dele lá em cima, ou em “Subcutaneamente”. Tnk´s.

  • ****************

Antes da referida conversa acima, levei um tapa na cara, mas em alto-estilo: francês-tupiniquim, com gosto de chorinho-além-mar.
O algoz: Heitor da Pedra Azul.
Também querido amigo, músico, sensível. E sincero, como poucos.

Heitor perguntou, com pouca sutileza – o que lhe deixa ainda mais interessante – quando vou voltar veramente à poesia. Sugeriu, ainda, que meu blog está às moscas e perguntou quanto eu tenho faturado no mercado, trabalhando em uma agência de publicidade.
(Desculpem a decepção, mas esta parte é verdade: estou numa agência de publicidade. Mas minha alma continua intacta! Eu nem a trago quando venho trabalhar.)

Ao que eu respondi, como que para me justificar: “Heitorzinho, ainda tenho minha editora, lembra? E estamos trabalhando bastante, com vários projetos interessantes para o começo do ano que vem…”

Mas logo caiu minha conexão e ele achou que eu o deixei falando sozinho.

Heitor, você ainda está aí? Câmbio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s