Sem razões para receita

pablo-picasso-tete-d-une-femme-lisant-83721.jpg

PECADO
(Edgard Scandurra – Arnaldo Antunes)

A morte é certa
A carne é fraca
A vida é curta
O sofrimento inevitável

A carne é certa
A pele é fraca
A roupa é curta
O coração é indomável

A pele é pele
A roupa é roupa
O sangue é sangue
E a ânsia insaciável

O corpo humano
É desumano
O corpo amado
É desalmado
Tudo é pecado

A vida é breve
A febre é alta
A alma é uma
E o demônio tão amável

O mundo é grande
A mente é suja
O sangue é quente
E o desejo indisfarsável

O amor é cego
O amor é surdo
O amor é mudo
E a moral abominável

**************

É assim hoje.
Amanhã, te digo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s