fet(id)o

promessas palavras campanhas teclado em desalinho cerol pipas e aviões desta droga já malhada bem antes de eu nascer;

ovo, desovo, rápido ninho num gatilho: estorvo num estouro e o lixo que se amontoa amontoa amontoa sem amor.

escritores calados; políticos cálidos; bocas inchadas

e todo este lixo cult
que você se-me pretende ontológico.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Clauky Saba disse:

    ‘e todo esse lixo cult’

    Oi Bia,

    Bonita casa nova!

    Belo texto-poema-comentário a respeito da imagem. Já conhecia este ‘lixo cult’ de uma matéria de jornal…

    e os mesmos discursos continuam a não mudar o curso dessas águas poluídas…

    poetabraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s